sexta-feira, 1 de julho de 2011

Andrew Wyeth (1917-2009)
O ofício da vida é um enriquecimento contínuo, desde que saibamos guardar-lhe as imagens e emoções no nosso mundo de reminiscências, com a intenção de fruí-las nos momentos apropriados. Para tornar ao passado, no devaneio desses momentos, não é preciso dar as costas ao presente: o dia de ontem é que reflui ao dia de hoje, trazido por uma fulguração de lembranças, e daí, nessas ocasiões, o sabor da dupla vida - a de agora e a de outrora, harmonizadas na captação do tempo perdido.
Josué Montello - Diário Completo (Volume I), p. 1254

Nenhum comentário: