domingo, 28 de fevereiro de 2010

“O Amor é laço que une”.
Rabindranath Tagore

Pequeno Poema

Pescador de Sonhos - Joel Santos
Quando eu nasci,
ficou tudo como estava.
Nem homens cortaram veias,
nem o Sol escureceu
nem houve estrelas a mais...
Somente,
esquecida das dores,
a minha Mãe sorriu e agradeceu.

Quando eu nasci,
não houve nada de novo
senão eu.
As nuvens não se espantaram,
não enlouqueceu ninguém...
para que o dia fosse enorme,
bastava
toda a ternura que olhava
nos olhos de minha mãe.

Sebastião da Gama (1924-1952)
E agora José??
Complicou bastante a situação do governador José Serra (PSDB) com a divulgação da nova pesquisa Datafolha, deste final de semana. Serra viu sua vantagem de 14 pontos ante a candidata governista Dilma Rousseff cair para apenas 4, quase um empate técnico.

sábado, 27 de fevereiro de 2010

Tabela da Moeda Brasileira
Data Símbolo Moeda Valor
01/01/1900 Cr$ Cruzeiro 1,00
05/10/1942 R$ Réis 1.000,00
13/02/1967 NCr$ Cruzeiro Novo 1.000,00
15/05/1970 Cr$ Cruzeiro 1,00
28/02/1986 Cz$ Cruzado Novo 1.000,00
15/01/1989 NCz$ Cruzado Novo 1.000,00
01/07/1994 Cr$ Cruzeiro 1,00
01/08/1993 Cr$ Cruzeiro Real 1.000,00
01/08/1993 R$ Real 2.750,00

Razão do meu viver

John Willian Waterhouse - Lady of Shalott
Há momentos que penso em me isolar
Fugir para bem longe, voar
Na cauda de um cometa
Ou num lindo sonho
Para esquecer que o mundo existe
Que estou alegre ou triste.

Voar...voar... somente voar
E nunca mais voltar.
Esconder-me-ia no fundo do mar,
No cume dos montes
Na linha do horizonte.

Mas... falta coragem
Afinal meu mundo gira contigo
Fazes parte dele
Ficar distante de ti seria o fim
Eu não saberia o que fazer,
Sentir ou dizer
Porque em ti está a razão do meu viver.

Maria José Speglich
Precisamos de você
Aprende – lê nos olhos,
Lê nos olhos – aprende
a ler jornais, aprende:
a verdade pensa com sua cabeça.

Faça perguntas sem medo,
não se convença sozinho
mas veja com seus olhos.
Se não descobriu por si
na verdade
não descobriu.

Confere tudo, ponto
por ponto – afinal
você faz parte de tudo,
também vai no barco,
“aí pagar o pato”, vai pegar o leme um dia.

Aponte o dedo, pergunta:
Que é isso? Como foi parar aí?
Por quê?
Você faz parte de tudo.

Aprende, não perde nada
das discussões, do silêncio.
Esteja sempre aprendendo
Por nós e por você.

Você não será ouvinte
Diante da discussão,
Não será cogumelo
De sombras e bastidores,
Não será apenas cenário
Para nossa ação.

Bertolt Brecht (1898-1956)

domingo, 21 de fevereiro de 2010

De heroína a vilã: Margaret Thatcher
A glória é efêmera: Thatcher em 1979, eleita primeira-ministra
Em 1979, Margaret Thatcher tornou-se a primeira mulher a dirigir uma democracia moderna, sendo eleita primeira-ministra do Reino Unido.
Thatcher é considerada junto com o ex-presidente norte americano Ronald Reagan, os dois maiores ícones do que é conhecido hoje como “Neoliberalismo”. Seguiam o lema:” Governo bom é governo que não intervém, que não socorre ninguém em apuros no mundo dos negócios”. O famoso ‘Estado Mínimo’.
Governou com pulso firme até 1990, ganhando o apelido de "Dama de Ferro", por suas posturas inflexíveis. Conseguiu bons indicadores econômicos, com o controle da inflação e a valorização da moeda. No entanto, não pôde evitar o aumento do desemprego.
Os anos 2000 diminuíram Thatcher. A crise econômica mundial mostrou o quanto mercados sem regulamentação podem ser perigosos. Grandes bancos internacionais, sem rédea nenhuma, se deixaram levar pela ganância e só não quebraram porque os governos os socorreram com muitos bilhões de dólares.
Nada é definitivo. Essa é a maior lição que se extrai das reviravoltas em relação ao prestígio de Margaret Thatcher. Hoje, aos 85 anos, tornada baronesa, ela está recolhida, em sua mansão londrina, e sofre de demência. Pergunta pelo marido morto e está longe do seu filho favorito, Mark, o homem imprestável que lhe deu dois netos para os quais ela jamais foi uma avó tal como concebemos uma. Os conservadores que ela levou ao poder depois de muitos anos sob os trabalhistas não falam dela. Mantêm distância de seu nome e de suas idéias e a colocam numa lista das 50 pessoas que arruinaram a Inglaterra.
“Que a inspiração chegue não depende de mim.
A única coisa que posso fazer é
garantir que ela me encontre trabalhando”.

Pablo Picasso (1881-1973)