sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Família

Minha família é disfuncional, completamente. Nunca existiu amor lá. Só ódio, rancor e cobrança.
Meu pai abusou de mim sexualmente a primeira vez que me lembro eu deveria ter 8 a 9 anos. Mas acredito que antes disso deva ter feito outras coisas porque a memória da gente capta apenas alguns fragmentos e isso é estranho. Eu reagi com muito espanto e indignação, mas não obtive apoio familiar, ao contrário minha mãe pegou ódio de mim e ai eu fui abusada com espancamentos, fome, humilhações, abusos psicológicos e tortura. Fui queimada duas vezes com ferro de passar roupa super quente e nem ao médico me levaram.
Meu pai ao chegar e ver meu braço e meu choro foi buscar uma pomada e minha mãe nem aí.
Meu irmão que fez isso pela primeira vez o fez antes de ir para a faculdade, ou seja, era adulto e estudado, mas não se arrependeu.
Depois de uns meses uma irmã mais velha fez o mesmo, além dela me cortar o cabelo de maneira totalmente humilhante e por trás, traiçoeiramente, pois ela tem ódio de mim porque eu nasci e tirei o colo do pai dela.
Eu fiquei menstruada com 13 anos e não me compravam Modess. Foi porque eu "roubei" um Modess dela que ela me queimou.
Só fui comprar Modess quando comecei a trabalhar de doméstica de depois na Gessy-Lever.
Eu ia para a escola com uniforme sujo, inclusive de sangue de menstruação, sapato aberto, ou seja, com sola saindo, saia sem barra e com fome, sem almoço. Repeti de ano ai tiraram-me da escola, pois eu não me esforcei para passar de ano.
Ai ficávamos eu e minha mãe em casa e ela aproveitava para me dar surras imensas com cordão de ferro. Dizia quero te matar! Fez isso muitas vezes eu tinha que ficar fora de casa até a hora de dormir até o dia em que a xinguei de todos os nomes possíveis e imagináveis. Ai ela parou. Logo depois comecei a trabalhar e ela ficou doente. Teve câncer e morreu. Isso até meus 23 anos.

Nenhum comentário: