terça-feira, 21 de julho de 2015

O Amor e o Amante

O sol só pode ser visto pela própria luz do sol.
Quanto mais uma pessoa sabe, maior a perplexidade,
quanto mais perto o sol, maior o deslumbramento.
Até que um ponto é atingido onde a pessoa já não é.

Um místico sabe sem conhecimento, sem intuição
ou informação, sem contemplação, descrição ou revelação.
Os Místicos não são eles mesmos.
Eles não existem em si mesmos.
Eles se movem conforme são movidos,
falam conforme as palavras surgem,
veem com as cenas que entram em seus olhos.

Certa vez conheci uma mulher e perguntei-lhe
onde o amor a tinha levado. Ela respondeu:

“Tolo, não há destino para se chegar.
O amado, o amante e amor são infinitos.”

Farid ud-Din Attar (1145-1220)

Nenhum comentário: