quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Aldemir Martins
Grito, fruto obscuro
e extremo dessa árvore: galo.

Mas que, fora dele,
é mero complemento de auroras.

Ferreira Gullar

Nenhum comentário: