terça-feira, 12 de julho de 2011

Grandes acontecimentos históricos só são bem escritos

Grandes acontecimentos históricos só são bem escritos (revelados) após vários anos, isto porque os documentos ficam sigilosos e são liberados bem mais longe do acontecido.
São documentos passíveis de classificação como ultras secretos aqueles referentes à soberania e integridade territorial nacionais, planos de guerra e que ponha em risco a segurança da sociedade e do Estado, bem como aqueles necessários ao resguardo da inviolabilidade da intimidade, da vida privada, da honra e da imagem das pessoas.
Assim podemos citar alguns exemplos:
  • Ilhas de Trindade e Martim Vaz (arquipélago brasileiro no Oceano Atlântico a leste de Vitória).
  • A Guerra do Paraguai (1864-1870)
  • A compra do Estado do Acre que pertencia à Bolívia (1903)
  • A Ditadura Militar (1964-1984)
  • O assassinato do presidente John F. Kennedy ocorrido há mais de 40 anos, mas a maioria dos norte-americanos ainda não tem certeza de quem foi o responsável. Teria sido a direita, os exilados cubanos, ou um complô da CIA, FBI ou KGB?
  • O assassinato do de Martin Luther King Jr.
O problema é que quando liberam os documentos, nem sempre são de uma só vez, e muitas pessoas escreveram livros e fizeram filmes com sua avaliação pessoal, mas acabam tendo uma repercussão como se fosse toda a verdade do fato. Portanto é por isso que a História trabalha com acontecimentos do “passado”, pois como ciência, ela se baseia em documentos.
Faz-se necessário ter isso em mente para analisar acontecimentos históricos.
║║║║║║║║║║║║║║║║║║║║║║║║

Nenhum comentário: