terça-feira, 27 de novembro de 2012

À MUSA

George Henry Boughton
Quanto, à noite, espero a tua chegada,
a vida me parece suspensa por um fio.
Que importam juventude, glória, liberdade,
quando enfim aparece a hóspede querida
trazendo nas mãos a sua rústica flauta?
Ei-la que vem. Soergue o seu véu,
olha para mim atentamente.
E lhe pergunto: "Foste tu quem a Dante
ditou as páginas do Inferno?". E ela: "Sim, fui eu".

Anna Akhmátova (1889-1966)
Tradução: Lauro Machado Coelho

Nenhum comentário: