quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Charles Chaplin, pedófilo

A chamada “sétima arte” teve um pedófilo sobre o qual se murmurou por trás das câmeras: Charles Chaplin se viu envolvido em inúmeros casos com menores, como se fosse um Balthus - o pintor das adolescentes em poses preguiçosas (de acídia ou de lascívia?) — incapaz de filmar Lolitas, mas pronto a persegui-las na vida real.
Entre as que passaram por seu bigodinho, por assim dizer, estão:
Mildred Harris, 16 anos, a quem engravidou
Lita McMurray (ou Lita Grey), 15 anos, a quem também engravidou
Oona O´Neil, 17 anos, com quem depois se casou.

Um gênio? Sem dúvida. Mas de um caráter moral reprovável.
Charles Chaplin fez criticas ao nazismo, fascismo, mas não conseguiu controlar a perversão que tinha dentro de si.
Talvez porque até hoje a mulher naõ é totalmente respeitada.

Veja mais( Aqui )

5 comentários:

sienku disse...

Naquela época casar-se cedo era a coisa mais comum.

Maria José Speglich disse...

E ser pedófilo também é coisa muito comum e frequente no mundo.
Nem por isso é correto.

Hyago disse...

Naquela época ás pessoas não tinham a mesma visão que nos temos hoje, para eles não era considerado pedofilia,mudam-se os tempos e junto muda a maneira de pensar. Não concordo com o fato de que ele seja considerado pedófilo, pois naquela época nem existia esse termo.

Maria José Speglich disse...

Hyago, mas não é porque você não concorda que ele não era.
Aliás os homens nunca concordam.

Isso não é uma questão de tempo e sim de caráter.

Maria José Speglich disse...

Não vou considerar comentários anônimos. Identifique-se que eu publico.