sábado, 26 de novembro de 2011

‘Centenário de nascimento de Mário Lago’
(Rio de Janeiro, 26 de novembro de 1911 - Rio de Janeiro, 30 de maio de 2002).
Autor de sambas populares como "Ai, que saudades da Amélia" e "Atire a primeira pedra", ambos em parceria com Ataulfo Alves, foi também Ator, produtor, diretor, compositor, radialista, escritor, poeta, autor de teatro, cinema, rádio e TV, frasista, militante sindical, ativista político e boêmio, Mário Lago foi muitos.
Filosofia
A vida vai, vem a morte;
A noite vai, vem o dia.
Pra tudo é preciso sorte
E também filosofia

De mim já muito conheço,
Da minha sombra é que não,
Embora seja o começo
E o fim que meus passos dão.
Por que achar que saudade
É só de amor e promessas?
Ódio também é saudade,
Uma saudade às avessas.

Queres que eu vá na tua casa
Pra ver teus pais. Isso não.
Caçador arma armadilha,
Mas não convida o leão.
Achas que tenho maus modos,
Por isso te desiludo.
Mas quem quer bem é criança
E criança... Mexe em tudo.

Mário Lago

Nenhum comentário: