terça-feira, 3 de maio de 2011

“Nenhum homem é uma ilha, completa em si mesma; todo homem é um pedaço do continente, uma parte da terra firme. Se um torrão de terra for levado pelo mar, a Europa fica menor, como se tivesse perdido um promontório, ou perdido o solar de um teu amigo, ou o teu próprio. A morte de qualquer homem diminui a mim, porque na humanidade me encontro envolvido; por isso, nunca mandes indagar por quem os sinos dobram; eles dobram por ti”.
John Donne (1572-1631)
Tradução: Paulo Vizioli

2 comentários:

LEANDRO CHH disse...

Como vai Viná? Venho agradecer sua visita ao Construindo História Hoje.
Gostei do seu texto, pois nenhum homem é uma ilha e nem mesmo um continente.
Abraço desse lado do Atlântico!

LEANDRO CHH disse...

Já estou lhe seguindo!