domingo, 23 de maio de 2010

O pássaro desenha
No seu vôo estrangeiro
(Porque nada sabemos
De pássaros e vôos
E do impulso alheio)
Um círculo de luz.

E retoma depois
Numa azul claridade
Seus píncaros azuis.

Hilda Hilst (1930-2004)

Nenhum comentário: