quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Tapeçaria de Bayeux mostra Guilherme (à direita) tirando seu elmo.
Durante a Idade Média avançou-se mais na arte e na teologia do que no conhecimento científico. A Tapeçaria de Bayeux conta a história de como Guilherme da Normandia derrota o Rei Haroldo II, Saxão, Rei da Inglaterra em 1066, naquela que ficou conhecida como a Batalha de Hastings. Uma parte da tapeçaria mostra um cometa (o Halley) e à sua direita aparece o Rei Haroldo II junto ao trono. Há também pessoas a apontar para o céu retirando-se para dentro das muralhas da cidade, amedrontadas pelo desastre que o cometa anuncia. Por cima, uma inscrição que diz «Isti mirant stella» (aqueles olham a estrela). Pouco depois do aparecimento do cometa a 24 de Abril de 1066, Haroldo foi morto na batalha com uma seta que lhe entrou pelo olho e Guilherme tornou-se Rei. Estabeleceu-se, naquele tempo, que o cometa estava do lado dos Normandos e de Guilherme. O episódio foi tão importante que ainda hoje os Reis de Inglaterra trazem o símbolo de um cometa nas suas coroas.
A ideia da astrologia associando o aparecimento de cometas ao prenúncio da morte de monarcas perdurou durante muito tempo.

Fonte:
Portal do Astrônomo: ( Da Antiguidade a Newton )

Nenhum comentário: