terça-feira, 21 de setembro de 2010

Prece de um dia quase igual a todos
Deus dos delicados: não me abandone nessa guerra insana.
Abençoe tudo o que dói em mim.
As tardes sombrias
As lágrimas do homem que me amou e nunca disse
As crianças que tão cedo me deixaram farta de lágrimas.
Abençoe os entraves de minha vida enquanto desenterro
estas palavras com lascas afiadas da dor.
Preciso dormir bem dentro de suas asas.
Compreenda a delicadeza dos meus sentimentos Senhor!

MJSpeglich

Nenhum comentário: