segunda-feira, 31 de maio de 2010

Estou a caminhar para sempre nestas costas desse mar,
Entre a areia e a espuma das ondas,
A maré alta vai apagar as minhas pegadas,
E o vento vai soprar a espuma para longe.
Mas o mar e a costa vão permanecer
Para sempre.

Khalil Gibran (1883-1931)

Nenhum comentário: