sábado, 13 de março de 2010

William-Adolphe Bouguereau
Espíritos que vagam
na penumbra noturna a procura de alguém.
Corpos ardendo em uma febril fome e sede de amor,
de paixão, de volúpia e luxúria...

Espíritos que vagam
por infinitos lugares em busca do ardoroso desejo aplacar.
Corpos suados em agonizantes sonhos,
clamando pela presença física do outro ser encontrar.

Espíritos que vagam
sofredores pela ausência,
pela solidão e pela cruel distância.

Espíritos que vagam
até que o objetivo da total entrega seja alcançado.

MJSpeglich

Nenhum comentário: