quinta-feira, 8 de novembro de 2012

A saudade deixa a alma inquieta.
E quando a ausência se torna eternidade,
vem a alucinação de procurar asas
nos braços do vento,
nas folhas que voam sem rumo.

Assim sou eu, folhas perdidas!
Glória Dantas

Nenhum comentário: