sexta-feira, 4 de março de 2011


Queria ser como a ave que cruza o horizonte
não ter sul nem norte nem rumo aparente
mas saber sempre onde pousar.

Um comentário:

Maria Valadas disse...

Excelente pensamento!
Parabéns!

Desejo um ótimo fim de semana com Saúde e Paz.

Maria