quinta-feira, 18 de novembro de 2010


Desmascarados os homófobos da avenida Paulista
Reportagem veiculada pelo Jornal do SBT desmonta a versão do advogado dos adolescentes de classe média alta que atacaram pessoas de madrugada na avenida Paulista de que teriam agredido as vítimas por terem sido “provocados” por elas.
Câmera de vigilância de um prédio na área em que ocorreram os fatos agora permitirá que a Justiça, querendo, puna exemplarmente os jovens que, agora se sabe, saíram pela principal avenida de São Paulo fazendo agressões contra transeuntes que julgavam homossexuais.
Espanta que só o SBT tenha se interessado em ir atrás de imagens que obviamente alguma câmera de vigilância – que há em grande quantidade naquela avenida – teria que ter gravado. O processo falimentar da emissora fez bem ao seu jornalismo.

Nenhum comentário: